A minha Fotografia de Casamento – por Felippe Goncalves

Fotografia de Casamento

A minha Fotografia de Casamento – por Felippe Goncalves

noiva_espelho_casamento_lisboa

Se você chegou até aqui é porque possivelmente conhece a minha trajetória com fotografia de casamento. Além disso, já deve ter percebido o quanto eu prezo por este trabalho, e o quanto sou apaixonado por ele.

Para mim, é imprescindível considerar cada detalhe que envolve este dia tão especial na vida de tanta gente. Afinal, o dia do casamento não circunda apenas o casal. Ele abraça a família, os amigos, os pais, os avôs e as avós… Todo mundo que esteve ali presente emprestando as suas emoções naquele momento.

Dessa forma, poder capturar e registar cada particularidade de cada momento é o que me move enquanto profissional.

E é, portanto, por esses motivos que estou aqui hoje. Quero mostrar para vocês, mesmo que minimamente, um pouco do que é viver neste universo de emoções que eu vivo. Como é lidar com cada detalhe que envolve esta data tão especial e como eu, como fotógrafo de casamento, também me envolvo nisso tudo.

 

 

As fases envolventes da fotografia de casamento

 

O planejamento 

A fotografia de casamento vai muito além de um registo sucinto deste dia. Ela ultrapassa os limites e dimensões do tempo.

E não, não estou falando da duração mensurável do casamento. Uma vez que, independente se a duração for de 12, 16, 20 horas, ou até mesmo seis dias – quando  tive a oportunidade de fotografar Sikh Weddings em Londres – a fotografia permite eternizar isso de uma forma que ultrapasse os pontos do relógio.

Além disso, este trabalho tão bonito e minucioso não começa no momento em que a noiva chega. Ele começa muito antes: lá no planejamento, no preparo, no primeiro contato meu com o casal e no estabelecimento de vínculo que temos.

O que estou querendo dizer é que meu trabalho quanto fotógrafo de casamento não se inicia com um passo a passo pré-definido, que deve ser seguido. Ele se inicia neste aprofundar, neste conhecer o casal e poder escutar a sua história. Entender a sua dinâmica e poder me imergir nisso tudo, de alguma forma, para que eu possa trazê-los experiências incríveis em todo o processo de criação.

Sendo assim, para mim, posso resumir toda essa experiência em uma única palavra essencial para o êxito: planejamento. Planejar é o ponto chave para que todo o processo seja bem feito e atinja as necessidades do casal.

Para isso, conhecer o local com semanas de antecedência, procurar conhecer os gostos do casal, os detalhes da decoração, o local da dança, enfim… Cada detalhe faz parte de um planejamento minucioso que se inicia antes mesmo das minhas lentes encontrarem o noivo e a noiva.

A importância da Sessão de Solteiros 

A fotografia da sessão de solteiros é sempre pensada e elaborada com o noivo e com a noiva para que, da melhor forma possível, vá de encontro à personalidade de ambos. Para, dessa maneira, proporcionar que a experiência destas fotos fiquem a “cara do casal”. Ou seja, que eles possam se identificar ao verem o resultado.

E, por esse motivo, o diálogo e a aproximação são tão importantes. Pois, apenas assim poderei capturar traços dos noivos que vão além do local que escolhem para a sessão. Por exemplo criar imagens no local que se conheceram, que iniciaram sua história, que lhe

proporciona uma sensação única, porém familiar.

Além disso, é neste primeiro contato que eu tenho a oportunidade de estabelecer um fio precioso de vínculo com o casal. Em uma sessão leve e descontraída, a partir de risadas e momentos inusitados, captamos fotografias que transmitirão a personalidade do casal, os sentimentos expostos por eles, as lembranças do dia do pedido de casamento… É um momento de planejamento, aproximação e, dessa forma, o momento em que posso conhecer verdadeiramente os noivos.

 

O vínculo e o grande dia

A partir deste enlace que a sessão de solteiros estabelece, ao encontrar a noiva e seus familiares no grande dia, e ver toda a sua preparação com maquilhagem, vestido, joias e sapatos, nós já teremos um vínculo. E, por ter este vínculo, a aproximação fica mais estreita, deixando o dia ainda mais especial.

Uma vez que, dessa forma, o casal torna-se mais acessível para uma captura fidedigna do momento. Afinal, depois de uma sessão de solteiros tão divertida, não teremos mais a necessidade de “quebrar o gelo” J

E, além disso, o casal já sente aquela confiança imprescindível para se entregarem aos registos.

A partir disso, vamos eternizar este momento tão incrível e único na vida dos noivos, buscando sempre transparecer o sentimento que a situação transmite. Registar as lágrimas, os sorrisos e permitindo que o casal possa reviver todas essas sensações sempre que olharem para os seus álbuns.

Sendo assim, muito além de apenas um registo. Mas, escrever uma história, um romance e eternizar uma trajetória a partir de imagens que falem. Imagens que contem suas emoções a partir da luz, do foco, do ambiente… Imagens que contem quem é aquele casal, mesmo sem dizer uma única palavra.

Fotografia de casamento: o cinema e suas infinitas histórias

 

Não se surpreenda se um dia assistir a um filme e perceber semelhanças de uma cena com uma foto do seu álbum de casamento. Carrego o Cinema comigo e com a minha Fotografia. Busco influências na sétima arte para registar o amor entre os casais que chegam até mim.

Para mim, no entanto, o casamento é isso: transmitir este enredo cinematográfico, a partir da iluminação e da lente ideal para aquela fotografia maravilhosa. Mas, sem um guião ou cenas decoradas. As fotos de casamento vão contra este passo a passo: elas transmitem sentimentos reais e acontecimentos espontâneos. Diferente das experiências que eu tive com o cinema de ficção.

Mesmo com a distinção e premiação em dois festivais de Cinema, apesar de serem trabalhos magníficos, eu queria algo a mais… Eu queria poder capturar sentimentos reais e histórias que acontecem de maneira natural. Apenas transparecendo o mais puro dos sentimentos: o amor.

Busco, dessa maneira, transformar cada história em um romance de cinema único, incomparável e inconfundível.

Até porque eu, formado em Cinema, jamais poderia deixar este traço tão característico e tão bonito fora de minhas imagens. Dessa forma, sei que muita gente que procura por fotografia de casamento sonha com um ensaio que reflita a magia cinematográfica. E, além disso, muitas noivas chegam até mim para realizar especificamente este sonho.

Sendo este, no entanto, um dos motivos para eu ser escolhido como o fotógrafo de casamento: minhas imagens buscam refletir e eternizar sentimentos, que sejam revividos a cada novo olhar sob a foto. E tudo isso de uma maneira que transmita uma história de amor, como essas de cinema, mas com a realidade de cada casal.